Descansar o pé no pedal da embreagem

Existem alguns vícios ao dirigir um carro que são difíceis de perder e que podem causar um prejuízo grande no seu bolso. Hoje vou falar um pouco sobre o descanso do pé esquerdo sobre o pedal da embreagem. É uma mania comum entre milhares de motoristas. Já tive a oportunidade de perguntar para alguns que presenciei esse hábito e as respostas foram basicamente: “tenho mais segurança dirigindo assim” ou “é mesmo, nem percebo” e mais 2 minutos e está lá novamente com o pé sobre o pedal novamente. Manias a parte, nossa função aqui é explicar o quanto isso pode ser prejudicial ao sistema de embreagem do seu carro.

Mecanicamente falando, sempre que pé do pedal da embreagem é acionado, independente da sua intensidade, ele afasta o platô do disco e causa um lixamento entre eles e um super aquecimento do sistema. Os sinais de desgastes são pedal mais pesado com o passar do tempo, carro trepidando nas saídas, nas trocas de marchas e embreagem patinando, que significa você arrancar com o carro e ele não responder corretamente, ficando sem força ou nem saindo do lugar, mesmo com aceleração do motor. Podem ficar tranquilos que causa de acidente grave por quebra de embreagem é quase nula, já que com o carro em movimento o funcionamento estará normal. A embreagem ruim dará seu último respiro na arrancada do automóvel, ou seja, com ele estiver querendo andar, só que não.

Agora existem algumas dicas de manutenção e que estão relacionadas um pouco com a segurança. Um exemplo é a utilização do freio de mão em ladeiras. Além de ser um ótimo companheiro da embreagem, ele evita que seu automóvel volte e bata no carro de trás. Outra dica é ficar parado no semáforo com o pedal da embreagem pressionado e a marcha já engatada. Além do desgaste, você pode ter uma distração, um reflexo, e seu carro “pular” para frente podendo causar um acidente com pedestres atravessando a rua ou com um outro carro parado a sua frente. Farol abriu, pise na embreagem, engate a primeira e saia, sem ligar para aquele mau amado que já começa buzinar na sua orelha. 

Entretanto para aqueles que me responderam que tem mais segurança dirigindo com o pé na embreagem, fica uma dica: tente aos poucos perder esse costume, principalmente em ruas tranquilas, em trânsito mais intensos com velocidades baixas ou em uma estrada praticamente vazia. Entendo que para quem não está acostumado a dirigir com o pé fora da embreagem, o tempo de resposta do reflexo para evitar um acidente é maior. Neste caso é melhor gastar com a embreagem do que causar um acidente. Mas não desistam, porque rapidamente a perda desse vício se torna automática no seu cérebro.

Antes que eu me esqueça, quando estiver em alta velocidade, não pise na embreagem antes de começar a frear o carro. Essa mania é muito perigosa e pode acabar com o seu freio. Reduza marchas, desça engrenado. No final só pise na embreagem para o carro não morrer quando parar 😉

Para fechar o artigo, reparem na imagem abaixo, no lado esquerdo do pedal da embreagem. Não parece um descansador de pé? Foi projetado para isso mesmo. Curta nossa página no Facebook.

    

 

Tagged , , , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *