Combustível na reserva

Aposto que a maioria das pessoas que estão lendo este artigo tem o hábito de abastecer o carro sempre quando o combustível já está na reserva ou quase lá. Importante deixar claro aqui que o termo reserva significa dizer que o combustível está na raspa do tanque, ou seja, não existe um compartimento reserva que é acionado, mas sim um sensor, que chamamos de boinha e que mede o nível de gasolina, etanol ou diesel dentro do tanque. Essa reserva costuma ter 5 litros de combustível.

Antes mesmo de falar dos riscos que traz para o veículo andar com pouco combustível, saiba que essa boinha com o tempo, pode perder sua capacidade de medição, fazendo com que o marcador de combustível não seja mais fiel ao nível que está no tanque, podendo em algum momento o carro parar no meio do caminho sem combustível, mesmo que o marcador ainda esteja acusando que tenha sobrado gasolina no tanque. Isso é comum de acontecer e caso ocorra, torça para nenhum CET cruzar seu caminho, ou então o marronzinho pode te aplicar uma multa por pane seca e você ganhar 4 pontos na sua carteira de motorista.

Voltando a falar de outros problemas, rodar sem gasolina ou etanol, pode causar um super aquecimento da bomba de combustível, que utiliza do próprio combustível para se manter na temperatura ideal. Outro problema são os resíduos que ficam no fundo do tanque por causa da decantação. Quando se anda na reserva, essa sujeira pode ser atraída para o motor e ocasionar diversos outros danos, como entupimentos e falhas. Daí, mais dinheiro saindo do seu bolso.

Então como dica de hoje, tente sempre abastecer seu carro quando o marcado de combustível estiver ali na região do ¼.

Curta nossa página no Facebook.

Abraço!

Tagged , , , , , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *